9 de jul de 2014

espaços, esparsos, faltos





há espaços vagando em mim,
uma vaga lembrança de um céu cheio
úmido, nimbos

meus cabelos acinzentaram à frente,
as unhas sujas tentam ajeitar o vazio
mas não há mais nimbos, só o enxuto cinza

há passos querendo seguir em curvo caminho
e desertos em minha boca
onde está a minha coragem, me pergunto

cansei de me crucificar ao
servilismo do destino e 
meus passos se liquefazem

quisera fossem asas...



Patrícia Di Carlo
Imagem by Luminatii



8 comentários:

Juliana Brina disse...

Lindo, Patrícia! Lindo. Olha: as asas estão nos poemas ;-)

K. disse...

quisera, mesmo, fossem asas! <3

lindo poema, linda poetisa.

Ana disse...

Que lindo dom esse de transformar um maremoto interno numa cascata de palavras cheias de significado. Me lembrou uma Ana que já me habitou em outras épocas. ;-)

Eduarda Sampaio disse...

Paty, finalmente entendi porque "Alma do meu Sonho". O título do blog reflete quem você é: uma poetisa.
Beijos!

Patrícia Di Carlo disse...

Ju, receber um elogio seu, ainda mais em poesia, é pra mim algo muito especial...
Obrigada!! ;oD

Xerinhos!

Patrícia Di Carlo disse...

K., de certa forma sim, elas estão de voltas, pois consegui voltar a escrever... ao menos estou acreditando piamente nisso!! rs
Obrigada, lindeza!!

Xerinhos!

Patrícia Di Carlo disse...

Ana, está me lembrando, demais, uma Patrícia de um bom tempo atrás também...
Retornemos, pois!! ;oD

Xerinhos, lindeza!

Patrícia Di Carlo disse...

Siiim, Duda! rs
O Alma surgiu há muitos anos, primeiro como um diário, depois como "palco" para textos, contos e poesias, quase desisti dele e há quase 3 anos retornei a ele com as resenhas também! ;o)

Adorei te ver por aqui, frô!
Xêros!!