30 de jul de 2014

... silente...






há um silêncio gritando em meu peito
um silêncio daqueles em que falo, 
calo e quase não me apercebo de mim nem dele
há um silêncio doído, rouco, quase louco
um silêncio de casa abandonada
quase tão bem assombrada quanto eu...
há um silêncio que grita em mim 
silêncio que,
por hora,
não quero calar.




Patrícia Di Carlo
Imagem: Desconheço a autoria, mas encontrei aqui:




2 comentários:

Juliana Brina disse...

Gostei tanto, Patrícia. Tanto. :-)

Patrícia Di Carlo disse...

Ju, tanto me honra o seu gostar... tanto tanto!!! ;oD
Obrigada, frô! ;o*