31 de jan de 2014

Fiquei com seu número - Sophie Kinsella






O que há de melhor depois de uma tremenda ressaca literária é poder voltar a ler tudo o que vier pela frente e se encantar com uma amplidão de temas que nos levam às mais vastas emoções! Eu simplesmente adoro esse poder que só a literatura exerce em mim. E janeiro tem sido um mês mega rico nesse quesito, ainda mais porque comecei lendo alguns autores que há algum tempo queria descobrir e também voltei a ler chick-lit, que sempre gostei, ainda mais pra desopilar as ressacas e entremear entre um livro mais denso e outro mais denso ainda, afinal, sou forte mas não sou de ferro, né?!

E para essa retomada, me joguei no Fiquei com seu número, da Sophie Kinsella, que não conhecia a escrita e tinha bastante curiosidade em lê-la, já que via algumas blogueiras falarem muito bem da escrita dela, que é realmente muito agradável e cheia de humor. Nele vamos conhecer a protagonista e narradora totalmente impulsiva, bom caráter, boazinha e charmosa Poppy Wyatt.

De cara encontramos Poppy numa mega cilada: ela está noiva de Magnus, um homem que ela simplesmente acha perfeito: é inteligente, bonito e famoso. E como presente de noivado lhe deu um anel de esmeraldas que há anos estava na família. No entanto, em meio ao evento em que comemorava o noivado, enquanto expunha o anel para as amigas, já que não soube dizer não e deixou que elas o experimentasse, ela simplesmente perdeu o anel! Mas como dresgraceira pouca é bobagem, depois de entrar em pânico, e colocar todos os funcionários do hotel e as amigas e a polícia também num estado de desespero, ela vê seu celular roubado por um ladrão que passava em frente ao hotel! Quase em surto, Poppy se desespera, porque já tinha passado a todos o número do seu telefone.

E em meio a esse desespero que ela acaba por achar, em meio ao lixo, um aparelho moderno e em perfeito estado, completamente abandonado e é claro que ela, mais que rapidamente, se apropria do mesmo, já que achado não é roubado e nem tem dono, não é? E é aqui, nesse momento que a histórica começa a ficar ainda mais interessante, por que além do medo que Poppy sente dos pais de Magnus, pois ela tem certeza que não gostam dela, do medo que ela sente da reação deles e do próprio noivo diante do desaparecimento do anel, ela vai descobrir que o aparelho que ela achou foi na verdade descartado pela assistente de Sam Roxton, que simplesmente abandonou o trabalho sem dar maiores satisfações ao executivo, e este, é óbvio, quer seu aparelho de volta!Depois de um arranjo entre Poppy e Sam, ele acaba permitindo que ela fique por um tempo com o celular, ao menos até resolver a pendenga com o anel, mas é a partir daí que muitas  outras situações engraçadas e confusas começam a surgir, pois os dois, pessoas tão opostas em gênio e personalidade que são, acabarão por estabelecer uma inesperada relação que nem eles sabem nomear.

Foi uma leitura divertida, rápida e que me surpreendeu muito pelo estilo das amarrações que a Sophie resolveu dar ao romance e, ao mesmo tempo, sem cair no pedantismo apelo sensual, que muitos autores tantas vezes caem, convenhamos! As situações são muitas vezes exageradas, bem como certos comportamentos, mas vejo o chick-lits um pouco como uma caricatura mesmo, e é por isso que acabo me divertindo tando, afinal, toda caricatura tem um fundo de verdade dentro de todo o seu exagero, não é mesmo?

Bom, espero que outros livros da autora possam me agradar tanto quanto esse... Aceito indicações!! ;oD



♥ ♥ ♥ ♥



Título: Fiquei com seu número
Autor: Sophie Kinsella
Tradutor : Eliane Fraga
ISBN: 9788501098634
Ano: 2012
Editora: Record
Páginas: 464



3 comentários:

Maria Capitu disse...

Aah, Paty! Conseguiu passar a ressaca literária? Eu ainda não superei, hahahaha
Mas depois do beijo lindo da novela, estou flutuando e topando todos os romances do mundo! <3
Vou olhar esse! =D
SUA LINDA! <3
Beijos
Clarinha

OErrante Literário disse...

Também li "Fiquei com seu Número" e adorei o humor da autora. Um livro tão levinho, dei várias risadas.
Depois desse, já li mais dois da Autora: "O Segredo de Emma Corrigan" e "blá blá blá secretária do lar".
O primeiro é muito bacaninha, bem no estilo de "Fiquei com seu Número".
Já o segundo, o sei lá o quê secretária do lar, me deixou completamente revoltada. Se o livro fosse de papel, acho que teria colocado fogo nele (foi ebook)...
Tem ainda o "Lua de Mel", que ainda não li. Mas depois de ler, venho aqui te contar.
Ótima resenha, como sempre!
Bj Xará! ;)

mm amarelo disse...

Paty, adoro os livros que desopilam, rs. Ainda não li nada da Sophie Kinsella, mas é verdade, todo mundo fala bem e penso que você tem razão, chick-lits tem algo de caricatural, exagerando características que existem em todos nós - por isso são essa delícia de ler.
beijo grande,
Maira