24 de set de 2013

Eu poético: ...






há tanta vida em caminhos sem fim e
descalços meus pés seguem sem rumo 
pelo caminho que jamais sonhei trilhar;

procuro na vida o que sonhei e perdi, aquela que 
há muito deixei de ser, ou que abandonei 
sozinha em alguma curva mais sinuosa.

Nos silêncios que grito em mim,
viajo alheia ao que posso encontrar, 
bastaria que fosse uma vida nova, diferente,

não...

Bastaria que fosse o sonho... 
o sonho da menina que um dia 
dançou nua entre o voo de mil borboletas...




Patrícia Di Carlo
Imagem: Melissa ~iIohab



Nenhum comentário: