30 de set de 2009

Fado



quisera ser árvore...
sentir raízes crescerem
em terra fértil,
sugar vida em materno seio

reflorir a cada setembro
exibindo-me em cores e sensações,
deixar que a chuva caia
desmanchando a cor das horas

perfurar toda a obscuridade,
paisagens entulhadas; assombrar,
sem decoro, o que resta de
inverno prostrado em meus precipícios

para que o ouro
achegue-se com meu quinhão.



Patrícia Gomes
Imagem: i. anton

2 comentários:

Anônimo disse...

... quisera eu, ser arvore,
ate no meio de um deserto...
assim se la passassees, sombra em mim encontraria sob os meus ramos... decerto

Mas tambem seria fonte,

e qum sabe poesia tambem...


com um beijinho para ti Patricia

eu "caminhante"

Patrícia Gomes disse...

Obrigada pela interação, "Caminhante"... ;o)
E sombra fresca para novas águas palavras é muito bom!!

Uma ótima semana pra ti!