15 de jun de 2009

Não Há Fuga



Qual a verdade que te toca?A sua ou de outrem?
Busca o seu querer ou o querer de alguém?
Quer a sua verdade dizer, ou espera ouvir o que quer?
Fala o que sente ou pensa no que o outro quer ouvir?
Pode ser tudo ao mesmo tempo agora?? Daqui a pouco?
Quem sabe se misturar tudo não fique mais tranqüilo? Não! Não fica.
O que você não quer? Por quê?
Não sabe o que fazer para tomar a decisão? E para seguir adiante, como será?
Quais são as consoantes do que te consome?
Qual o sapato te leva ao que realmente quer, mesmo quando acha que é justamente o que não quer?
Qual o bailado te faz sorrir, e o tango que te exaspera?
Onde guardar o medo que tanto te aflige? Por que não falar dele?
Qual a boca que te beija? A que te adoça ou a que te deixa com sede?
Porque a dor engendra um mistério que todos buscam? É o próprio mistério?
Ser simples é o que há, mas porque teimamos em duvidar?
Intrometer-se ou não? E se achar que é espionagem?
Quer saber??? Que se dane, sou amiga, quero bem, e falo mesmo...
Eu te ajudo e tu me ajudas, pode ser?
Vamos crescer?!


Patrícia Gomes
Imagem: Desconheço, ao menos por hora, a autoria.

Nenhum comentário: