15 de jan de 2010

Lentamente


a noite vasta cresce
mas por hora não
passa de um aroma
a me tocar em tudo que sinto

no céu da boca a lua sorri
em doces favos, enquanto as
estrelas floreiam meus cabelos
como lembranças antigas

e entre o envelhecer da noite
e o nascimento do dia
mascaveio, lentamente
o amor.



Patrícia Gomes
Imagem: mnoo

Nenhum comentário: