25 de jun de 2009

Tão Velho



Por sobre a mesa,
tão antigo quanto
a madeira de tampo fazenda,
os óculos, de aro tartaruga,
expõem suas rugas
em prega esparadrapo
enquanto fitam minhas veias
nas mãos rugosamente cansadas
e com dedos desnudos de alianças...



Patrícia Gomes
Imagem:
Rick Barrentine

Um comentário:

Ariadna Garibaldi disse...

Querida Paty

És uma das minhas poetisas preferidas e como é bom estar aqui, a ler-te! Lindo poema!

Beijos

Ada